terça-feira, 27 de setembro de 2011

Como hoje

Os dias mais difíceis para mim são aqueles que não sei de você. Eu deito na cama, olho a hora, calculo a SUA hora e fecho os olhos.
Tento imaginar o que vc deve estar fazendo naquele momento. Me pergunto como deve ter sido o seu dia. Se você comeu direito. Se vc caiu do skate. Se conseguiu acabar seus trabalhos a tempo. Se muita gente esteve na loja. Se vc devolveu na locadora seu filme-favorito-do-ultimo-mês. Sinto falta de ouvir a sua voz, por isso sempre que posso ligo. Sinto falta de te ver, por isso sempre que dá faço um draminha e peço p te ver no skype. Sinto falta do seu cheiro. Sinto falta da sua pele. Sinto falta do toque, do abraço e por isso choro.
Choro, viro para o lado e tento imaginar que. Choro, dormindo logo chega mais rápido. Choro, você.
Tento pensar no copo meio cheio. No que eu te disse. Imagino que estou em seus braços, protegida e que nada no mundo poderá me tirar desse lugar. Invoco a sensação de ser abraçada por você, de te ouvir respirando baixinho na minha nuca. Sinto falta de você.
Choro.

sábado, 20 de agosto de 2011

We're better together




"Love is the answer at least for most of the questions in my heart
Why are we here? And where do we go? And how come it's so hard?
It's not always easy and sometimes life can be deceiving
I'll tell you one thing, it's always better when we're together"

sábado, 30 de julho de 2011

Sobre a saudade que sinto de ti (4)

Um homem não está onde mora, mas onde ama.

(Ditado Italiano)

quarta-feira, 27 de julho de 2011

Sobre a saudade que sinto de ti (3)

A saudade é a nossa alma dizendo para onde ela quer voltar.




(Rubem Alves)

terça-feira, 26 de julho de 2011

"Amar é ter um pássaro pousado no dedo.
Quem tem um pássaro pousado no dedo sabe que,
a qualquer momento, ele pode voar”


Rubem Alves

sábado, 23 de julho de 2011

Sobre a saudade que sinto de ti (2)

Saudade é um pouco como fome. Só passa quando se come a presença. Mas às vezes a saudade é tão profunda que a presença é pouco: quer-se absorver a outra pessoa toda. Essa vontade de um ser o outro para uma unificação inteira é um dos sentimentos mais urgentes que se tem na vida.
(Clarice Lispector)

quarta-feira, 20 de julho de 2011

Sobre a saudade que sinto de ti (1)

Saudade é não saber. Não saber o que fazer com os dias que ficaram mais compridos, não saber como encontrar tarefas que lhe cessem o pensamento, não saber como frear as lágrimas diante de uma música, não saber como vencer a dor de um silêncio que nada preenche.
(Martha Medeiros)

quinta-feira, 14 de julho de 2011

sábado, 9 de julho de 2011

Todas elas num só ser

Lenine




 
Não canto mais Babete nem Domingas,
nem Xica nem Tereza,de Ben Jor;
nem Drão nem Flora,do baiano Gil,
nem Ana nem Luiza, do maior;
já não homenageio Januária,
Joana, Ana, Bárbara de Chico;
nem Yoko, a nipônica de Lennon,
nem a cabocla de Tinoco e de Tonico.

Nem a tigresa nem a Vera Gata
nem a branquinha de Caetano;
nem mesmo a linda flor de Luiz Gonzaga,
Rosinha, do sertão pernambucano;
Nem Risoflora, a flor de Chico Science,
nenhuma continua nos meus planos;
nem Kátia Flávia, de Fausto Fawcett;
nem Anna Júlia do Los Hermanos.

Só você,
hoje eu canto só você;
só você
que eu quero porque quero,por querer.

Não canto de Melo, Pérola Negra,
de Brown e Herbert, nem uma brasileira;
De Ary, nem a baiana nem Maria,
nem a Iaiá também, nem minha faceira;
de Dorival, nem Dora nem Marina
nem a morena de Itapoã;
divina garota de Ipanema,
nem Iracema, de Adoniran.

De Jackson do Pandeiro,nem Cremilda;
de Michael Jackson, nem a Billie Jean;
de Jimi Hendrix, nem a doce Angel;
nem Ângela nem Lígia,de Jobim;
nem Lia, Lily Braun nem Beatriz,
das doze deusas de Edu e Chico;
até das trinta Leilas de Donato
e da Layla, de Clapton, eu abdico.

Só você,
canto e toco só você;
só você,
que nem você ninguém mais pode haver.

Nem a namoradinha de um amigo
e nem a amada amante de Roberto;
e nem Michelle-me-belle,do beattle Paul,
nem Isabel - Bebel - de João Gilberto;
nem B.B., la femme de Serge Gainsbourg,
nem, de Totó, na malafemmená,
nem a Iaiá de Zeca Pagodinho,
nem a mulata mulatinha de Lalá;

e nem a carioca de Vinícius
e nem a tropicana de Alceu
e nem a escurinha de Geraldo
e nem a pastorinha de Noel
e nem a namorada de Carlinhos
e nem a superstar do Tremendão
e nem a malaguenha de Lecuona
e nem a popozuda do Tigrão.

Só você,
hoje elejo e elogio só você;
só você,
que nem você não há nem quem nem quê.

De Haroldo Lobo com Wilson Batista,
de Mário Lago e Ataulfo Alves,
não canto nem Emília nem Amélia,
nenhuma tem meus ''vivas'' e meus ''salves''!
E nem Angie, do stone Mick Jagger;
e nem Roxanne, de Sting, do Police;
e nem a mina do mamona Dinho
e nem as mina pá! - do mano Xiz!

Loira de Hervê, Loira do É O Tchan,
Lôra de Gabriel, o Pensador;
Laura de Mercer, Laura de Braguinha,
Laura de Daniel, o trovador;
Ana do Rei e Ana de Djavan,
Ana do outro Rei, o do Baião;
nenhuma delas hoje cantarei,
só outra reina no meu coração:

Só você,
rainha aqui é só você;
só você,
a musa dentre as musas de A a Z.

Se um dia me surgisse uma moça
dessas que, com seus dotes e seus dons,
inspira parte dos compositores
na arte das palavras e dos sons,
tal como Madallene, de Jacques Brel
ou como Madalena, de Martinho
ou Mabellene e a sixteen de Chuck Berry
ou a manequim do tímido Paulinho

ou como, de Caymmi, a moça prosa
e a musa inspiradora Doralice;
se me surgisse uma moça dessas,
confesso que eu talvez não resistisse;
mas,veja bem, meu bem, minha querida,
isso seria só por uma vez.
Uma vez só em toda a minha vida,
ou talvez duas, mas não mais que três!

Só você,
mais que tudo é só você;
só você,
as coisas mais queridas você é:

Você pra mim é o sol da minha noite,
é como a Rosa luz de Pixinguinha;
é como a estrela pura aparecida,
a estrela a refulgir do Poetinha;
você, ó flor é como a nuvem calma
no céu da alma de Luiz Vieira;
você é como a luz do sol da vida
de Stevie Wonder, ó minha parceira.

Você é pra mim o meu amor
crescendo como mato em campos vastos;
mais que a Gatinha pra Erasmo Carlos,
mais que a cigana pra Ronaldo Bastos,
mais que a divina dama pra Cartola,
que a domna pra Ventadorn, Bernart;
que a Honey Baby para Waly Salomão
e a Funny Valentine para Lorenz Hart!

(2x) Só você,
mais que tudo e todas,é só você;
só você
que é todas elas juntas num só ser!

quinta-feira, 7 de julho de 2011

sábado, 11 de junho de 2011

Feliz dia dos namorados!

Meu amor,


é teu. Mas dou-te mais uma vez, meu Bem, saudade é pra quem tem. Às vezes se eu me distraio, se eu não me vigio um instante me transporto pra perto de você. Ai que saudade d`ocê.

Until now I had sworn to myself that I'm content with loneliness, because none of it was ever worth the risk. I never wanted to be anybody's other half. I was happy saying that our love wouldn't last that was the only way I knew till I met you. You make me wanna say I do. The day I called up and came to you, covered in rain at dinnertime, shadowing. And as the clothes spun, we spooned and I knew I was through when I said, "I love you".

Eu acho que eu gosto mesmo de você, bem do jeito que você é. Gosto de te ver ao sol, Leãozinho, de te ver entrar no mar, tua pele, tua luz, tua juba. Cause baby you're a firework and you are the only exception. There is no one compares with you. Your body is a wonderland! You want love? We'll make and I can't remember life before your name.

Eu me fiz em mil pedaços pra você juntar e até parece que você já tinha o meu manual de instruções porque você decifra os meus sonhos, porque você sabe o que eu gosto e porque quando você me abraça o mundo gira devagar. Estranho seria se eu não me apaixonasse por você. Now I know, the love is real.

Eu queria sempre achar explicação pra o que eu sentia: eu não vou negar, sem você tudo é saudade, você traz felicidade, confesso que eu estou apaixonada. Eu não vou negar: a gente se deu tão bem que o tempo sentiu inveja. O meu mundo gira em torno de achar maneiras para te fazer sorrir, nem a distância e o medo de perder, nada vai me fazer te esquecer. Eu espero, por você o tempo que for pra ficarmos juntos mais uma vez! Because all we need is love, I say it loud. Nossa história não começa aqui, nossa história nunca vai ter fim. Vou te mostrar, que falta muito pouco, pra eu olhar no teu olho e dizer: amo-te tanto, meu amor...

Um beijo,

Luiza

P.S. I love you.

*texto mashup de diversas músicas: de Tom Jobim à Restart, de Beatles à  Luan Santana , de Katy Perry à Pitty, de Jota Quest à  Maria Gadú, de Taio Cruz à Marcelo Camelo, de John Mayer a Caetano Veloso, de Panamore à Zezé de Camargo e Luciano. Tão diverso quanto o nosso amor. :)

domingo, 5 de junho de 2011

New York.

*para ouvir a trilha sonora acesse os links no texto. :)

O sol entrava pela janela lentamente. Os lençois brancos começavam e refletir. Coloquei uns dos travesseiros no rosto tentando me protejer da luminosidade. Aquela cama grande, com lençois brancos e macios, com muitos travesseiros me vaziam esquecer por alguns minutos que estávamos na cidade que nunca pára: The Big Apple! Respirei fundo e abri os olhos certa de que veria na minha frente aqueles olhos azuis me observando acordar mais uma vez. Ninguém ao meu lado. Sentei na cama rapidamente, procurando o meu Amor. Não havia ninguém ali. Eu estava sozinha naquele quarto de hotel e não fazia idéia de aonde meu Amor poderia estar. Ouvi um barulho do vento batendo na janela e balançando a cortina. Levantei para fecha-las e lá estava um bilhetinho azul dizendo: "Bom dia, Amor, você me faz feliz."
Há anos ele me falava isso ao acordar, mas aquilo ainda me encantava. Olhei para baixo sorrindo e lá estava outro bilhete. "Não tome café. Coloque sua melhor roupa e me encontre no Central Park." Sorri, pensando em que roupa eu vestiria e no segundo seguinte me toquei de que o Central Park é enorme, onde eu iria encontra-lo? Vou ligar para o celular dele e perguntar, pensei. Procurei o aparelho e havia mais um bilhete preso nele que dizia: "Não vale me ligar. Imagine e se prepare." Suspirei. Sabia que ele estava preparando algo para me emocionar.
Me arrumei com um vestido azul, justo na parte de cima, solo na saia. Deixei o cabelo solto e coloquei apenas uma tiara para segura-lo do vento. Em volta do pescoço enrrolei um dos meus lenços que ele gostava. Sai assim, me sentindo numa comédia romântica.
Andei alguns quarteirões lembrando da primeira vez que estive em NY. Como eu já sabia que aquela cidade me traria momentos incriveis. Ao entrar no parque pensei onde será que ele poderia estar... em qual ponte? em qual banco? em qual monumento? Era isso! Ele só podia estar no memorial do Lenon, Imagine! Acelerei o passo na direção que uma das placas indicava.
Chegando no memorial lá estava ele, arrumado também e lindo, como sempre. Sentado com dois cafés na mão e um saco de papel que parecia guardar algum tipo de guloseima vindo de alguma padaria. Nos olhamos e sorrimos. Sentei ao lado dele em um dos bancos verdes.
- Você também me faz feliz. - disse beijando-o
Ele me deu o meu café e o saco de papel que dentro tinha um croiassant delicioso. Agradeci e perguntei o que era aquilo tudo, os bilhetes, o parque...
- Você tá preparada?
- Sempre.
Neste momento um grupo vocal que estava ali perto começo a cantar All You Need is Love. Olhei para eles surpresa e para ele em seguida que me sorria, revelando que tinha planejado aquilo nos minimos detalhes e que eu iria me surpreender o dia todo. Fechei os olhos e respirei fundo.
- Você é incrível, sabia? Na primeira vez que eu te escrevi eu disse que nunca acreditei em contos de fadas, princesa, príncipe em cavalo branco. Eu também nunca acreditei em comédias românticas passadas em NY...
- Eu tirei o dia hoje para fazer você acreditar nisso. Tome o seu café que teremos um longo dia pela frente, Linda.
- Só você mesmo para me fazer uma coisa dessas. - tomei um gole do café - Para onde vamos depois daqui?
- Anos juntos e você ainda não consegue se aguentar enquanto eu te faço uma das minhas surpresas?
- Você sabe que não - sorri tomando outro gole de café.
O grupo acabou de cantar recebendo aplausos, não só nossos, mas de outros fãs dos Beatles que iam até ali homenagear Lenon. Ele levantou, estendeu a mão e disse:
- Você confia em mim? - Por um segundo voltei no tempo. Paredes brancas, varios computadores ao redor. Ainda éramos desconhecidos na primeira vez que ele me disse aquilo. E desde aquela vez, se ele estivesse em um tapete mágico eu teria subido.
- Confio.
Demos os braços e seguimos pelo parque. Virando uma esquina havia um outro grupo de músicos, com violinos e tudo e tocavam A Whole New World . Meu olhos se encheram d'água. Aquilo era inacrevitável. O que mais será que ele tinha preparado? Olhei para ele emocionada, ele me olhou com os olhos cheios d'água também. Sorrimos e ele tirou, não sei de onde, uma flor branca linda, que prendeu atras da minha orelha. Nos beijamos e ficamos ali abraçados até acabarem a música. Algumas crianças passavam pelo lugar e gritavam para as mães que era o Alladin. Estasiada deixei ele me guiar. Andamos mais um pouco pelo parque, de mãos dadas e quando estavamos quase na saída ele parou:
- Você já está muito emocionada, melhor a gente sentar um pouco e descançar.
- Ainda tem mais?!
- Tem. - Ele sorriu e olhou pra frente. Dois homens que estavam sentados no banco do outro lado, começaram a assoviar e tocar um violão. Fly Love, era a próxima música que me faria chorar. Ouvimos a música toda abraçados, naquela tarde de primavera. Parecia que o mundo havia parado e só nós dois importávamos. Aguarrei ele:
- Amoor, você é lindo! Essas declarações não podiam ser mais lindas e emocionantes. Você sabe exatamente como mexer comigo, como me emocionar. Tem alguns anos que repito isso, mas... Eu sou apaixonada por você!
- Eu também sou apaixonado por você, meu amor. Mas vamos ver se vou continuar acertando e te amocionando. - Ele piscou para mim, levantando e me puxando pela mão.
- Mais?
- Sempre. E pra sempre.

quarta-feira, 1 de junho de 2011

terça-feira, 17 de maio de 2011

No meio do meu deserto,
você foi meu oásis.
Oásis que hoje é meu mundo.
E me faz até esquecer que um dia houve deserto.

segunda-feira, 9 de maio de 2011

Meu amor é teu, mas dou-te mais uma vez.

Meu bem, saudade é pra quem tem.

sábado, 30 de abril de 2011

Mais Uma Vez

Jota Quest


Te tenho com a certeza
De que você pode ir
Te amo com a certeza
De que irá voltar
Pra gente ser feliz
Você surgiu e juntos
Conseguimos ir mais longe

Você dividiu comigo a sua história
E me ajudou a construir a minha
Hoje mais do que nunca somos dois
A nossa liberdade é o que nos prende

Viva todo o seu mundo
Sinta toda liberdade
E quando a hora chegar, volta...
Que o nosso amor está acima das coisas desse mundo

Vai dizer que o tempo
Não parou naquele momento
Eu espero, por você
O tempo que for
Pra ficarmos juntos
Mais uma vez!


domingo, 17 de abril de 2011

As minhas verdadeiras intenções com você

Eu vejo por ai tantos casais que não deram certo, tantas relações falidas, sem verdade, sem rumo. As minhas verdadeiras intenções com você são bem diferentes disso. Eu quero ter com você a melhor relação que pudermos construir. Quero ser sempre honesta comigo, com você e com a gente. Vou sempre ouvir, tentar entender e principalmente respeitar seus sentimento e pensamentos. Mas eu não vou concordar sempre, e também não quero que você concorde. Quero que a partir da discordia a gente aprenda, cresça, evolua emocionalmente, mentalmente e espiritualmente. Pois eu realmente acredito na evolução das coisas e pessoas. Com isso, eu quero que a nossa relação também evolua sempre e se torne cada dia mais bonita, mais pura, mais intensa do que já é. Eu quero te fazer feliz, eu quero te fazer o homem mais feliz desse mundo. Por que quando vejo seu sorriso o meu mundo pára e eu só consigo pensar na gente, junto, na nossa felicidade. Quando você sorri, eu sorrio, e qualquer problema que possa aparecer se dissolve na minha frente. Ai eu penso em como o nosso amor é maior do que tudo isso. Eu quero fazer pra você, de manhã cedinho, ovo com a gema mole, um leite com chocolate bem missturado e dissolvido. Mas não todas as manhãs por que eu também quero cuidar de você, e ovo todo dia de manhã é muito colesterol, né amor. Mas em todas as outras manhãs eu também quero acordar com você. Quero viver com você os momentos mais bonitos da minha vida. Quero compartilhar os meus sonhos, quero fazer parte dos seus. Quero te dizer sim numa praia, no pôr do sol, com um vestido branco levinho e cabelos presos. Quero te dar o melhor presente do mundo, ou melhor, os melhores presentes do mundo, afinal, já concordamos que serão dois bacuris pra gente cuidar, pra gente educar, pra gente mostrar o mundo. Quero estar com você nos momentos que você se emocionar, que você sorrir, que você chorar, que você tiver medo, que você tiver orgulho. Quero te dar a mão, sempre. Pra sempre.
O meu amor por você é muito maior do que o que eu esperava sentir. É muito mais intenso do que qual quer amor que eu já tenha sentido. E é puro, lindo, forte e me faz incrivelmente bem. Faz eu me sentir mais viva, mais pulsante, mais eu. Faz com que eu queira ser melhor a cada dia.É esse sentimento que eu quero alimentar, cuidar, ver crescer dentro de nós dois.
Te amo muito.

segunda-feira, 11 de abril de 2011

Fly Love

Jamie Foxx

Wasn't really thinking, wasn't looking, wasn't searching for an answer
In the moonlight
When I saw your face
Saw you looking at me, saw you peaking out from under moon beams
Through the palm trees
Swaying in the breeze
I know that I'm feeling so much more than ever before
And so I'm giving more to you than I though I could do
Don't know how it happened, don't know why, but you don't really need a reason
When the stars shine
Just to fall in love
Made to love each other, made to be together for a life time
In the sunshine
Flying in the sky
I know that I'm feeling so much more than ever before
And so I'm giving more to you than I though I could do
Now I know love is real
So when sky high, as the angels dry
Letting you and I fly love


sábado, 2 de abril de 2011

Querer bem

Não tem muito tempo que sua avó me ligou. Depois de uma pequena covnersa, antes de se despedir, ela me pediu: "Cuida desse meu neto, que ele é muito especial". Eu ri, disse que ia tentar e desligamos.
Fiquei um tempo pensando em como eu gostaria de ter você de meu ladinho para realmente poder cuidar de você, todos os dias. Queria tentar te ajudar a achar soluções para os seus problemas quando eles aparecessem. Queria poder fazer as comidas que você mais gosta de vez em quando, só para te ver sorrindo e dizendo: "não precisava se preocupar, amor". Queria fazer cafuné antes de vc dormir e tentar te acalmar quando te visse irritado com alguma coisa. Queria poder estar do seu lado e cuidar de você com todo carinho caso você sentisse alguma dor.
Para mim sempre foi óbvio os versos quando a gente gosta, é claro que a gente cuida do Caetano, ou a frase tu te tornas eternamente responsável por aquilo que cativas do Pequeno Príncipe.
Mas eu me indagava, como ser responsável, como cuidar de alguém que eu amo, definitivamente, mas que está tão longe?
Posso conversar com você e juntos tentarmos criar soluções para os problemas que aparecessem. Posso tentar te acalmar se em algum momento você ficar irritado com algo. Posso te dizer todos os dias muitas e muitas vezes o quanto eu te amo e o quando sinto a sua falta. Posso inclusive ir falando com você baixinho até você estar com muito sono, para desligarmos e você ir direto dormir. Mas ainda sim me sentia muito impotente nas minhas opções de como cuidar de você. Mas hoje me senti mais próxima. Eu realmente não fiz nada apenas sugeri que você colocasse gelo, que tomasse um remédio, que descansasse.
Ao desligar, cheguei na sala e minha mãe perguntou o que tinha acontecido. Eu falei que vc tinha batido e se machucado um pouco andando de bicicleta. Pensei o quando gostaria de estar ao seu lado para pegar o gelo e colocar no batida, de dar o remédio e ir te acalmando e distraindo até você dormir...
Sorri. Por que eu tinha conseguido dar um jeitinho de cuidar de você. Da mesma forma, que até sem saber você cuida de mim, quando todas as vezes que sinto cólica encho uma garrafa de água quente e esquento a minha cama. Ou quando presto atenção em determinadas questões da minha alimentação, no meu sono ou quando me policio para me exercitar mais.
Tem um pouco de você em mim. Em tudo que faço, no que eu penso, no que eu sinto.
E fico feliz que um pouquinho de mim tá dando uma voltinha pela Austrália.

Te amo.
(espero que você acorde melhor e fique bom logo, até pq seja aí, ou seja aqui detesto te ver com carinha de sofrimento. =/)

quinta-feira, 31 de março de 2011

segunda-feira, 7 de março de 2011

Eu tenho tanto pra lhe falar

mas com palavras, não sei dizer, como é grande o meu amor por você.

Sinto sempre que tenho tanto a lhe dizer, tanto a ouvir de você. Mas é tanto mesmo que parece que nunca acaba, nem nunca vai terminar. Assim que nos despedimos, desligamos, me vem algo que eu queria te contar, falar, queria compartilhar.
Eu sinto vontade de compartilhar tudo, algumas horinhas de conversa por semana não dá tempo, nunca é suficiente.
Por isso eu quero compartilhar minha VIDA com você.
Quero dividir a cama, o quarto, a casa.
Quero compartilhar as angustias, os desejos, os medos, as vitorias, as alegrias, os sonhos. Quero que "nosso" seja o pronome a ser usado.
Nosso castelinho, nossas viagens, nossos filhos.
Nossa vida.
É tanto sentimento que palpita em mim que com palavras, eu realmente não sei dizer.

sábado, 26 de fevereiro de 2011

O sol começava a se pôr e o céu ganhava cores. Os barcos no mar deixavam um reflexo bonito nas ondas. Ventava um pouco, como quase todo pôr do sol na praia. Haviam alguns convidados, mas não muitos, todos muito queridos.
Ele tinha um brilho nos olhos incível. Não conseguia tirar o soriso da boca e a felicidade parecia transbordar transformadas em algumas lágrimas salgadas. Parecia tranquilo e certo do que queria. Ela estava descalço, vestia branco e tinha uma flor amarela no cabelo. Também não conseguia esconder em como estava feliz naquele lugar, com aquelas pessoas, naquele exato momento. O sentimento dos dois parecia contagiar a todos os presentes, que assistiam aquilo tudo.
Eles se beijaram e disseram baixinho: te amo. pra sempre.

Acordei com o coração acelerado, um sentimento forte dentro de mim que parecia querer sair pela garganta.
Ele era você, ela era eu.

Ela não queria ter acordado.

quarta-feira, 23 de fevereiro de 2011

"Sonhar é acordar-se para dentro"

Mario Quintana


Então, deixe-me sonhar.

terça-feira, 22 de fevereiro de 2011

Acreditar

Aonde foi parar a crença das pessoas?
Aonde foi parar a crença no amor?
Por que a paixão é tratada como tolice?
Por que as pessoas tem tanto medo de se machucar?
De ver os outros se machucando?

Uma vez ainda pequena ouvi alguém - que não me lembro quem - dizer que a vida não era feliz. Achei triste ouvir isso. Mas me explicaram que a vida é feita de vai e vem, de momentos bons e ruins, altos e baixos, e será sempre assim. As dificuldades precisam aparecer para nos tornar mais fortes. Precisamos sentir tristeza para nos sentirmos ainda mais felizes no outro momento. O medo de se machucar não pode ser maior que a vontade de pular, de se jogar, de amar. Machucados, cicatrizam e é preciso saber disso. Precisamos aceitar mais os desafios que nos são colocados, sem medo. Afinal, se não tivéssemos força para supera-los, o cara lá de cima não teria enviado pra gente. Precisamos ter fé que as coisas irão se resolver, que o universo conspira a nosso favor. O mundo precisa de pessoas mais otimistas.

Você acredita?

sábado, 19 de fevereiro de 2011

Acordei te amando ainda mais.

e eu nem sabia que isso era possivel.

quarta-feira, 16 de fevereiro de 2011

ausência

Acordei perdida por que você não estava ali. Não quis levantar, mas o fiz. Ainda não consegui planejar nada para depois de amanhã. Você insistiu tanto em usar "nós" que quero te incluir em todos os meus planos, todos. Tudo que aconteceu de bom eu quis te contar, mas não tinha como. Enquanto eu trabalho, você dorme. Enquanto eu estudo, você acorda. E vice, e versa. O que me aconteceu de ruim, eu quis que você estivesse comigo. Para me defender, para cuidar de mim. Ou só para desabafar. Chorei antes de dormir por que você não esteve aqui.

segunda-feira, 14 de fevereiro de 2011

quarta-feira, 5 de janeiro de 2011

Sempre que mostro esse blog para alguém, volto, leio. Tento ver o que é que eu pensava no ano passado, retrasado ou um pouco mais. Procuro ver se não parecerei meio boba à outros olhos.
Lendo, descubro quanto romantismo há nesses textos. Quantos sonhos de menina, idealizações. Quantos desejos escondidos através de cada palavra escolhida. Algumas muitas desilusões e um pouquinho de raiva. Descubro que eu praticamente só escrevo quando não está tudo bem de verdade. Boa parte desses textos diz coisas como: queria falar e não consigo, tenho dúvidas sobre o que sinto, estou sozinha, perdida, com saudade, te quero e não tenho. Nesses textos consigo identificar características das coisas que eu gostaria de ter em uma relação, características que gostaria que a pessoa que estivesse comigo. Não tem como né, bem no fundo a gente sempre espera alguma coisa.

E se um dia eu tivesse uma relação que fosse exatamente como idealizei tantas vezes? Se eu não tivesse dúvidas, fosse fácil e eu pudesse a todo momento dizer o que eu estou sentindo? E se um dia eu tivesse comigo alguém que tivesse cada característica indispensável ocultamente declarada por esses textos? Se eu tivesse com alguém que me completa e ao mesmo tempo se parece tanto comigo? Se todos os "queria que fosse assim" desse blog virassem "é assim". O que ia acontecer?

Acho que ia ficar assim.
Boba, feliz, surpresa.
Muda.
Sem saber o que te escrever.
Quero ser o seu desejo,
ser a outra no seu beijo.